Notícias



Audiência: vereadores relatam insatisfação

Visualize fotos

Os vereadores da Câmara de Santa Gertrudes participaram da audiência pública realizada pela Arsesp (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado), para apresentar relatórios e divulgar o índice autorizado para que a BRK Ambiental – Concessionária de Água e Esgoto, aplique na revisão tarifária que acontece a cada quatro anos. Três dos legisladores falaram durante a audiência realizada dia 10 de Outubro, no Centro Cultural, e foram unanimes em afirmar o descontentamento com os aumentos e a falta de investimentos.

A BRK solicitou aumento de 23,57% e, após análise do consumo, investimentos projetados na revisão anterior (2015), e o efetivamente aplicado e gastos gerais, entre outros itens que fazem parte do “pacote”, a Agência autorizou 10,52% de reajuste. Após o valor ser aplicado, cada mil metros cúbicos (m³) de água custará ao consumidor domiciliar R$ 4,25 (hoje é R$ 3,85), tarifa social passará de R$ 19,29 para R$ 21,40. Quem consome até 10 m³ mensais pagará R$ 42,60.

Um dado que chamou a atenção foi o pouco investimento aplicado pela BRK durante os últimos quatros anos. Dos R$ 10,5 milhões projetados, apenas 25% foi realizado. No programa para o próximo período, até 2022, a Concessionária planeja investir quase R$ 11 milhões nos serviços. Representante da Arsesp prometeu intensificar a fiscalização para garantir que as melhorias sejam concretizadas e afirmou que, “se não cumprir, será passível de punições administrativas”.

Pontos positivos apresentados relatam que as perdas de água ficaram, na média, em 20%, apenas em 2018 foi maior, 26%, consequência da falta de investimentos; e a porcentagem de edificações ligadas à rede de esgoto, mais de 98%. Segundo pesquisa da Concessionária, 19% dos consumidores relataram problemas com os serviços, mais de 65% estão satisfeitos com o atendimento recebido e mais de 60% classificaram o valor pago pela água e esgoto caros. O maior problema apresentado pelos reclamantes é com a qualidade da reposição asfáltica.

Dos vereadores que se inscreveram para se pronunciar durante a audiência, Alexandro Souza Vieira (Alexandro do Iporanga-PSC), afirmou não concordar com o valor do aumento, acima da inflação no período; e da falta de realização dos investimentos projetados para o período: “não fizeram o que prometeram  e agora dizem que vão fazer nos próximos anos, quem garante?”, questionou. Alexandro também reclamou que “falta transparência” por parte da BRK e afirmou que já protocolou ofícios cobrando desconto de 30% no valor do serviço de esgoto, explicando que o custo do tratamento é baixo.

Levy Xavier Ferraz (Republicanos), foi taxativo: “não concordo com essa revisão, já existe um reajuste anual que vem sendo superior à inflação”, lembrando que, na primeira revisão foi aplicado mais de 28% de aumento e, de 2015 a 2018 o reajuste foi de quase 44%. Levy pontuou alguns itens que não justificam a elevação no valor pago: tarifa com preço semelhante aos da região; o não cumprimento do plano de investimentos; não possui sistema de tratamento do lodo gerado no processo; pouco investimento na Estação de Tratamento de Água; na produção de águas superficiais e na proteção de nascentes, e no desassoreamento das lagoas de reserva e captação, além da falta de proteção dos cursos d’água. Outro ponto citado é a boa qualidade da água captada, que não necessita de muito gasto no tratamento, o que diminui custos. Levy lembrou que “pagamos 100% da tarifa de água no esgoto, e o que vai para a rede não chega a 80% da água consumida”, o que, segundo o Vereador, justifica a redução na cobrança.

Reginaldo Pereira da Silva (Totó-PSC), ofereceu o plenário da Câmara para a Arsesp realizar futuras reuniões, explicando que o local é melhor equipado. Em seguida comunicou que sempre foi contra a concessão dos serviços de água e esgoto, “o tempo é muito longo, só seria a favor se o prazo fosse de cinco anos para avaliar o serviço e, se fosse bom, prorrogaria o contrato”, justificou. A concessão vai até 2040. Totó também reclamou do serviço da BRK: “a Prefeitura recapeia a rua, a BRK vem, corta o asfalto, faz a ligação e depois não arruma direito; a Prefeitura tem que consertar e gasta o dinheiro do povo duas vezes, não concordo”; e concluiu afirmando que a população reclama do preço da água: “muitos não têm como pagar este preço alto”. Outra denúncia apresentada pelo Vereador: “você pode esvaziar sua caixa d´água, se abrir a torneira, o relógio vai continuar girando, e as pessoas vão pagar pelo ar da tubulação, vão pagar o dobro deste aumento autorizado”, reivindicando da BRK que instale os aparelhos bloqueadores de ar.

A consulta pública da Arsesp para a revisão tarifária foi acompanhada, também pelos vereadores: Antonio Carlos Candido (Gordinho-PTB) - presidente da Câmara; Isaias Lino do Couto (PSC), e Willian Bento (PTB). Os vereadores que não puderam comparecer – por problema de saúde ou compromissos previamente agendados, enviaram seus assessores.

Segundo a Arsesp, os dados apresentados são preliminares; o fechamento será em Novembro.

Silvia Araujo – MTB. 16.659

Assessoria de Imprensa                

Câmara de Vereadores de Santa Gertrudes




Publicado em: 11 de outubro de 2019

Publicado por: Silvia Araujo

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias da Câmara

Fique por dentro

Outras Notícias

Abertura do comércio é discutida em plenário

21 de maio de 2020

A flexibilização do comércio é uma necessidade, segundo apontou a maioria dos vereadores, enfatizando que as medidas não devem ser iguais para todos os municípios e, em cidades menores, as regras d...

Leia Mais

Willian Bento solicita lavatórios móveis e é atendido

15 de maio de 2020

Atendendo solicitação do vereador Willian Bento (PTB), Santa Gertrudes tem lavatórios móveis instalados em pontos de maior movimentação de pessoas. A medida é mais uma forma de prevenir a dissemina...

Leia Mais

Aprovada verba para Lar dos Velhinhos e Apeac

14 de maio de 2020

Os dois projetos de lei (PLs), inseridos na ordem do dia da 9ª sessão ordinária, realizada dia 12 de Maio, foram aprovados por unanimidade em primeira votação: o PL 15, autoria de Levy Xavier Ferra...

Leia Mais

Legislativo homenageia profissionais da saúde e de serviços essenciais

08 de maio de 2020

A fachada do prédio da Câmara Municipal de Santa Gertrudes, que a cada mês “é pintada” nas cores das campanhas voltadas à prevenção de doenças, está iluminada na cor verde, uma homenagem dos veread...

Leia Mais

Apresentadas medidas preventivas à Covid-19

07 de maio de 2020

Preocupados com a disseminação do novo coronavírus, vereadores apresentaram novas medidas para evitar o contágio da Covid-19, como a distribuição de máscaras e higienização nas ruas e espaços públi...

Leia Mais

Legisladores temem pelos pequenos empresários

09 de abril de 2020

As consequências aos pequenos comerciantes do Município, devido às restrições a abertura do comércio, foram discutidas durante a 7ª sessão ordinária, realizada dia 7 de Abril. Com a proibição, os v...

Leia Mais

 

Copyright 2020 Todos os Direitos Reservados | Desenvolvido por: Sino Informática.