Notícia

Home | Voltar

29/09/2017

Câmara sedia Fórum em defesa do rio Corumbataí

A Câmara Municipal de Santa Gertrudes sediou na manhã do dia 27 de setembro, a 5ª Reunião do Fórum Regional Permanente em Defesa do Rio Corumbataí. Presidido pelo vereador Willian Bento – primeiro secretário da Casa, o evento reuniu representantes das nove cidades da região que integram o Fórum, de representantes de entidades e ambientalistas, além do público interessado no tema. Os vereadores Alexandro Souza Vieira (Alexandro do Iporanga), Isaias Lino do Couto e o presidente da Câmara, Marcelo Ferreira (Dr. Marcelo) participaram dos trabalhos. O Fórum é coordenado pelo vereador José Aparecido Longatto, de Piracicaba.

Willian abriu o Fórum destacando a importância do setor cerâmico para Santa Gertrudes, os problemas que a Cidade (integrante do maior Polo Cerâmico das Américas) enfrenta, e as boas ações realizadas. O Vereador citou a poluição por material particulado, derivada do transporte de argila por estradas não pavimentadas, e a falta de áreas arborizadas como os principais problemas. Em contrapartida, lembrou que Santa Gertrudes é reconhecida como uma das poucas cidades 300%: 100% de água tratada, 100% de esgoto coletado e 100% de esgoto tratado, e a obrigatoriedade de os caminhões que transportam argila serem “lonados”, medida adotada para reduzir a emissão de poluentes. Willian Bento ainda citou o projeto “Cinturão Verde”, autoria do legislativo, bastante cobrado pela população, mas que ainda não foi implantado, como uma medida para minimizar a poluição.

O vereador Alexandro Souza Vieira (Alexandro do Iporanga), que integrou a mesa de trabalhos, disse estar “feliz com a realização do Fórum em nossa Cidade” e enfatizou que Santa Gertrudes “carece de árvores” citando reportagem de emissora de televisão: “somos a penúltima cidade do Estado em área verde urbana, precisamos mudar este quadro”, concluiu.

O vice-prefeito de Santa Gertrudes, Glalson Chamon elogiou o trabalho desenvolvido pelos integrantes do Fórum, com destaque para Longatto. “Trabalho exemplar para nossa região e para o Brasil. Se tivéssemos mais grupos como este, tenho certeza que os rios de nosso País estariam em condições muito melhores”. Chamon informou que recebeu 300 mudas de árvores do PCJ e que irá realizar o plantio, e reiterou a disposição da Prefeitura em desenvolver projetos de proteção dos mananciais.

 

Longatto - idealizador do Fórum - enfatizou a importância da união em prol do meio ambiente e de cobrar os deputados e senadores para se engajarem nesta luta. Ressaltou o trabalho da Prefeitura de Piracicaba na preservação das nascentes, explicando que a ação “dinamizará o potencial hídrico da região de Piracicaba, na recuperação de quatro ribeirões” e comentou sobre sua luta iniciada em Rio Claro, há mais de 20 anos, que resultou no fortalecimento da consciência ambiental das cidades que compõem a bacia do rio Corumbataí.

"Tudo é feito para a cidade e esquecemos do homem do campo. Hoje, depois de 20 anos, vejo o fruto de meu trabalho ao ficar do lado de prefeitos e vereadores, dando corpo ao Fórum. Santa Gertrudes deverá falar o que está fazendo, em provas, por fotos, temos que ouvir pessoas. Piracicaba hoje vai deixar de existir se as cidades nada fizerem para preservar o meio ambiente. Seja vereador para ter coragem de mostrar o que está errado. É isso que eu preciso de vocês, continuem ajudando a cidade de vocês, dando aquilo que Deus nos deu de graça. O que vamos deixar para os nossos filhos?. Queremos ser parceiros", concluiu Longatto.

Representando a Comissão de Meio Ambiente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Rio Claro, Alexandre Carrille, disse que acompanha o setor cerâmico e destacou: “primeiro veio o crescimento econômico e, agora, o crescimentos dos cuidados com o meio ambiente. Sem o meio ambiente equilibrado é impossível crescermos, está na época das ações educativas”, concluiu o Advogado.

Júlio Lopes, vice-presidente da Câmara de Rio Claro, relatou que “suposto” problema ambiental ocorrido em Rio Claro foi resolvido e informou que 60 mil mudas serão plantadas naquela cidade nos próximos dias.

Representando a BRK Ambiental, Nilto Faustino e Carina Pereira, falaram sobre o trabalho da empresa em relação a coleta e tratamento e distribuição de água e esgoto, enfatizando que as ações para reduzir as perdas são prioridades, acentuando: “as perdas saíram de 50% e hoje são de aproximadamente 20%”, e afirmaram que a eficiência da estação de tratamento local é de 84%. Carina relatou que a BRK realiza campanhas de conscientização com crianças e jovens, visando a preservação ambiental. Os palestrantes afirmaram que realizam parcerias com o poder público, além de programas que procuram trabalhar a consciência do cidadão, como a destinação do óleo de cozinha e outros materiais de descarte, e apoio ao plantio.

José Rubens Françoso, representando o prefeito Barjas Negri – reconheceu a dependência de Piracicaba das águas do Corumbataí e citou a regulamentação de lei naquele município que remunera profissionais que preservam os mananciais.

Ainda participaram da mesa principal e também fizeram seus comentários o presidente do Serviço Municipal de Água e Esgoto de Piracicaba (Semae), Antonio Cesário Longatto – presidente da Organização Ecológica Cultural Corumbataí (Oecco); vereador João Gualberto Tendolini – representando o prefeito de Analândia; Rogério Aparecido Batista – vice-presidente da Câmara de Charqueada; Ivanildo Ventura de Siqueira – presidente da Câmara de Corumbataí; Diego Heron Pinheiro – presidente da Câmara de Ipeúna – que disse: “me sinto na obrigação d elevar adiante esta luta, até porque Ipeúna é a capital nacional da agricultura natural”; e Elizabete Oliveira da Silva – vereadora de Itirapina.

Antes do encerramento, os palestrantes e membros da mesa responderam questionamentos da plateia. Aproximadamente duas após o início do evento, o presidente do 5º Fórum, Willian Bento, encerrou os trabalhos e convidou para a próxima edição do evento. O 6º Fórum será realizado no dia 26 de outubro, em Corumbataí.

Fórum Permanente

O Fórum foi instituído pelo vereador José Aparecido Longatto em 13 de fevereiro de 2004, e é composto por pelas cidades de Analândia, Charqueada, Corumbataí, Ipeúna, Piracicaba, Rio Claro e Santa Gertrudes. O objetivo principal é a união de forças políticas entre as cidades na busca por recursos a serem utilizados na recuperação, preservação e promoção da bacia do Corumbataí.

(Com informações da assessoria de imprensa da Câmara de Piracicaba)

Silvia Araujo – MTB. 16.659

Assessoria de Imprensa

Câmara de Vereadores de Santa Gertrudes




Publicada por em 29/09/2017

Receba as notícias da Câmara em seu email